quarta-feira, 27 de outubro de 2010

como se os versos me sugassem o cérebro
e subvertessem o mundo
simplesmente para dizer que algo existe


*


um leque de abismos
brinda
a surdez absíntica
de qualquer palavra



*


- e você rodar o mundo em sete cidades, endente COMO?




*



alguma coisa
quando penso
coisa alguma



*

vamos para o RU.
noite no caixa preta de matinhos. primeiro ensaio.
amanhã recital "piedras, noches, poemas" na biblioteca da ufpr litoral
promete!








hasta luego

Nenhum comentário:

Postar um comentário